Empoderamento Feminino · Problematizando

Precisamos falar sobre a Cultura do Estupro

1460203_613409995365016_146867069_n

Estamos todos de luto, chocados, paralisados, tem acontecido tanta coisa ruim no nosso país, que muitas vezes ficamos parados de boca aberta, sem saber o que dizer ou o que pensar sobre tal coisa, mas o que não podemos fazer é nos calar e achar tudo normal.

Agora mais do que nunca, não devemos ficar calados perante tal injustiça com a menina do Rio de Janeiro, ela tem apenas 16 anos, mas ela podia ter qualquer idade para sentirmos sua dor da mesma forma, ela foi estuprada por 30 homens, mas ela podia ter sido estuprada por 1 ou 2 homens, que sentiríamos a sua dor da mesma forma, ela é uma menina, uma mãe, uma filha, uma sonhadora, assim como nós somos, e ela, nem ninguém merece passar por isso, passar por uma violência, por um trauma desses, e ninguém merece ter medo, viver com medo de andar em ruas vazias, medo de andar em ruas escuras, medo de andar a noite, medo de pegar ônibus, medo de pegar táxi, medo de pegar carona com conhecidos, medo de andar com uma roupa curta, com um decote, com uma calça colada, medo de ir a festas, medo de ir a escola, medo de ir ao trabalho, não merecemos viver com medo, mas essa é a realidade de muitas mulheres todos os dias no Brasil e no mundo.

Essa é a minha realidade e a sua, fomos ensinadas a tomar cuidado, a nos preservarmos, a nos resguardarmos, mas esqueceram de ensinar aos homens, que deviam respeitar nossos corpos, a ter educação, a ter discernimento. Ensinaram as mulheres a temerem, esqueceram de ensinar os homens a respeitarem.

“No Brasil, 130 mulheres são estupradas por dia e cerca de 0,26% da nossa população sofre violência sexual, o que indica que haja anualmente 527 mil tentativas ou casos de estupros consumados no país, dos quais só 10% são reportados às autoridades. Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, o número de estupros no Brasil subiu 18,17% em 2012, na comparação com o ano anterior.” – fonte .

Faz dois dias que estou tentando digerir essa notícia, e faz dois dias que a polícia ainda não achou todos os suspeitos. Descaso? Só pode. Um crime de estupro contra uma mulher, mesmo com o tamanho desse, sempre é tratado como segunda prioridade.

Faz dois dias que estou tentando digerir tudo isso, e faz dois dias que dói tudo dentro de mim, pensando nessa menina, pois ela podia ser qualquer uma de nós. Ainda não consegui chorar, pois quando a dor é tão grande, lágrimas são a última coisa que descem. A culpa não é da vítima, e quando você tenta achar um motivo para justificar o que aconteceu, você está errado, e também temos que parar de pensar que ela podia ser nossa irmã, mulher, filha, temos que pensar como coletividade, não como se pudêssemos sentir só se fosse da nossa família, mas sim, que podemos sentir por ela fazer parte do nosso país, da nossa sociedade. E principalmente, sentirmo-nos culpados também, pois toda vez que vimos algo injusto ocorrer e nos omitimos, acabamos por ajudar a construir essa sociedade podre que acha normal existir abusos, estupros, violência.

E toda essa sociedade tem uma parcela de culpa, é aí que entra a cultura do estupro que tantos dizem ser utopia, dizem não existir, essa cultura existe sim, e ela está impregnada no nosso quotidiano, nas nossas ideias, em vários conceitos. A cultura de estupro é simples de ser entendida, ela está nas piadas machistas que objetificam ou diminuem a mulher, ela está no assédio que ouvimos todos os dias na rua, e olha, elogios já são ruins de serem escutados, mas o que ouvimos é muito pior do que elogios, são palavras de baixo calão e toda mulher se sente violada quando ouve uma coisa dessas.

A cultura de estupro está no grupo de Whatsspp em que é passado nudes, fotos, vídeos da menina que você pegou na balada, ou que recebeu de um amigo e está repassando, está na roda de amigos que xingam uma menina por ela ter tido relações sexuais com vários caras, ou por ela se vestir de tal forma. A cultura do estupro está nas músicas, está na publicidade, está nos programas de TV brasileiros, está nas novelas, nos reality shows, nos seriados, nos vídeos do Youtube.

A cultura do estupro está impregnada em nossa sociedade de uma forma que é difícil de ser retirada, mas pode ser contida para que as novas gerações respeitem as mulheres de igual para igual. É todo esse conjunto de coisas que fizeram com que as taxas de estupro aumentassem nos últimos anos, pois se a música, a novela e o programa de televisão dizem que o corpo da mulher está ali para ser usado, por que o homem vai pensar duas vezes antes de usar o corpo daquela menina?

1 a a a a estupro nao foi um caso isolado a cada 12 seg uma mulher eh estuprada no brasilA grande mídia está calada, não se viu a notícia nos jornais, não se ouviu falar verdadeiramente disso na mídia impressa ou na mídia digital, pior foi tratado como suposto crime, como se todas as provas que existem não fossem suficiente para provar que aqueles homens são culpados pelo crime que cometeram. Foram 30 homens, onde nenhum deles foi capaz de dizer para os outros que aquilo era uma coisa muito, mas muito errada de se fazer. Isso é um alarme para que todos acordem, se as coisas continuarem como estão, não sabemos onde podemos chegar.

E não, não é doença, esses homens não eram doentes mentais, eram homens, normais, como todos os outros, que fizeram uma atrocidade com uma garota, não existe justificativa para o que eles fizeram. Mas existe sim, uma cultura que diz a eles, que nós mulheres, estamos aqui para servi-los, que o nosso “não” é cu doce, que se estamos bêbadas nosso corpo é de quem quiser, que se usamos uma roupa curta estamos pedindo, uma cultura que diz que existe mulher para casar e mulher para usar, uma cultura errada e misógina.

E isso que aconteceu lá, é muito mais corriqueiro do que se imagina, existem noticias de estupros coletivos todos os dias, com crianças, com mulheres, com transsexuais, com gays, com todos os gêneros. E isso é deixado de lado, por que o egoísmo das pessoas está muito maior do que a empatia, e por ser deixado de lado todo mundo esquece, a família esquece que o filho já estuprou uma menina, os amigos esquecem que aquele cara é um criminoso, afinal ele é um cara legal, a sociedade esquece e volta a bater palmas para o rapaz, não existe punição verdadeira, ou por que o cara é menor, ou por que ele á apenas indiciado, mas, nós mulheres, não esqueceremos mais, nós, mulheres, vamos lutar para que haja justiça, para que cada um desses rapazes paguem pelo que foi feito, nós, mulheres, não vamos mais nos calar contra qualquer desrespeito, abuso, violência que seja feita contra nós!

E você menina, saiba que estamos aqui por você, estamos sentindo sua dor, estamos sentindo seu desespero, e estamos aqui de braços abertos, prontas para te abraçar e mais do que isso, prontas para mudar o Brasil, prontas para que tudo seja desmistificado e que seja mudado. Essa luta está só começando, vai ser longa, vai ser difícil, mas nós não somos frágeis como fizeram acreditar por tanto tempo, muito pelo contrário, cada uma de nós é uma rocha, e cada uma de nós vai ajudar a construir uma muralha de igualdade, justiça, amor e respeito! Nós somos muitas e estamos juntas nessa luta. Nunca mais nos calaremos, nunca mais!

2016-05-27

Twitbon Eu luto pelo fim da cultura do estupro! – Apoie essa causa!
http://twibbon.com/Support/fim-da-cultura-do-estupro

 

 

Anúncios

3 comentários em “Precisamos falar sobre a Cultura do Estupro

  1. Infelizmente existe muita coisa errada com as sociedades ao redor do mundo, existe uma contradição muito grande na humanidade. Mas vamos lutar pra que isso e muito mais mude para melhor, para que ninguém mais sofra esse tipo de violência. E que esses patifes pagem por seus crimes!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Isso. A luta não pode parar, e a empatia tem que ser disseminada. Precisamos sentir o que o próximo sente e começarmos a corrigir quem precisa ser corrigido, não se omitir mais perante injustiças. =/ Tá difícil, mas eu tenho esperança que vai melhorar.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s